POR QUE UM MINUTO TEM 60 SEGUNDOS?

 

uai!

 

Pode pesquisar no Google ( ou por qualquer outro meio) que você vai continuar sem saber. É verdade até o lançamento da Galileu de outubro, ninguém ainda havia se perguntado: Por que um minuto tem 60 segundos?

Na resposta do colunista Jones (o PHD em tudo), havia apenas umas das teorias das várias existentes.

Segue aí a teoria segundo a revista Galileu:

- Existem várias versões. Mas a mais famosa diz que é por causa dos egípcios e dos babilônios. O calendário da turma do faraó tinha 360 folhinhas. Eram 12 meses, com 30 dias cada um. E 360 dividido por 6 é igual a 60, número apreciado pelos babilônios, que, 2 mil anos antes de Cristo, inventaram o sistema sexagesimal. Dividiam o círculo em 60 partes. "Por coincidência, fizeram o mesmo com as horas e os minutos até chegar nos segundos" diz Cláudio Furukawa, professor do Instiuto de FÍSICA (é "nóis") da USP. Hoje, o segundo é a unidade padrão de tempo (assim como o metro é a de distância), definda pelo Sistema Internacional de Medidas (S.I.).

Thau thau e fisicos do futuro: o blog de quem gosta de saber e experimentar o mundo das Ciências Exatas!

José Víctor Campos Oliveira.

A gente só usa 10% da nossa inteligência?

 

Você pode ter muitos defeitos, mas os tais 10% são pura lenda.

"Sabemos que grande parte do cérebro é utilizada. Isso explica por que até microlesões cerebrais podem causar danos graves e irreversíveis", diz o neurocientista Erich Fonoff.

Quantos por cento então? Atribuir um percentual é mentira. Pra isso, teríamos que entender o que são os 100%. Mas ainda não chegamos nesse nível.

Epecialistas dizem que o mito dos 100% surgiu entre os defensores da paranormalidade. Para eles, utilizar 100% é exclusividade de quem levita, lê mentes e entorta garfos a distância e etc. , enquanto atividades do dia-a-dia limitam o resto de nós a apenas um décimo da "força do pensamento". Bom, fora o suposto cálculo ser um chute, a ciência nunca provou a existência de telepatia, telecinese e fenômenos afins.

E a neuróbica (exercícios que aumentam a potência do cérebro)? São mentira?  Nem todos.

"O sistema nervoso é plástico. Se for estimulado, aumenta seu potencial colossalmente" diz o chefe do laboratório de Neurociências do Instituto do Biociências da USP, Gilberto Xavier.

 Fonte: Super Interessante, Março de 2009

É isso. Até mais pessoal!

 

" O VESTIBULAR VIROU UM CIRCO!"

Dia desses, tava eu dando uma olhada no e-mails e vi essa "carta" do professor Luiz Cláudio- Curso criar, escreveu para o site Mundo Vestibular , dizendo muitas e más do vestibular e principalmente sobre essas mudaças doidas que vem ocorrendo tão depressa.

Sem mais delongas, pois como eu, "muitos"(quer dizer o blog nem tem tantos leitores assim) leitores, irão pleitar uma vaga em uma universidade federal, eis aí a carta, ou e-mail, como quiserem chamar.

O Vestibular virou um circo!

Nem a previsão da meteorologia é tão instável e complicada quanto as bancas examinadoras dos vestibulares nos últimos tempos. Uma febre de mudanças tomou conta dos nobres professores que instauraram uma bagunça na cabeça dos vestibulandos nos digna da falta de planejamento que acomete a educação brasileira desde o tempo dos jesuítas.

Vale lembrar que o vestibular pode não ser bom, mas é um modelo consagrado no Brasil e as provas, por mais injustas que sejam, são eficientes instrumentos de seleção para o ingresso nas universidades do pais, já que, por incompetência ou incongruência, não há vagas suficientes para todos os que pleiteiam cursar uma boa faculdade.

Ninguém me tira da cabeça que o Ministro Fernando Hadad teve um delírio noturno de que iria se tornar um novo Napoleão e acordou acreditando que poderia fazer uma revolução. Como não havia nenhuma disponível no momento, acreditou que poderia acabar com o vestibular. Para que o seu sonho fosse propagado aos quatro ventos, contou com a conivência e a incompetência de muita gente, principalmente da imprensa amestrada. Sou professor de pré-vestibular há trinta anos e nunca vi tanta bobagem feita de uma só vez, porque o MEC conta com a passividade do estudante que não conhece a força que tem.

Não só não acabou com o dito cujo, como criou um outro vestibular ainda mais problemática, com logística complicada e uma concepção de prova que não passará de chuva de verão. Num primeiro momento, seria uma prova de raciocínio lógico. Num segundo momento, a prova contemplaria também conteúdos.

Aos quatro ventos, o Ministro propagou que quem está estudando para o vestibular, não encontrará dificuldades para resolver a prova. Então, por que motivo o não deixar as coisas como estão ou não fazer todas as essas modificações para o próximo ano? Quer uma resposta sincera? Porque não há como ter ganhos eleitorais com ela. As novas regras só funcionariam depois das eleições.

Revoluções, senhor ministro, começam pela base. Como um aluno irá provar que tem raciocínio lógico numa prova com 90 testes num dia e 90 testes e uma redação no outro? Não há um vestibular que eu conheça que comete esse tipo de desatino. Para piorar, como será essa prova? Porque o governo não edita um simulado nacional, para que as escolas possam entender a mágica que só o MEC tem em mãos?

Tenho certeza absoluta de que, no primeiro dia, todo mundo vai para ver o bicho papão; no segundo, haverá um número recorde de abstenções em várias regiões do país em que o aluno não tem uma boa preparação para competir nas melhores escolas. O aluno de escolas particulares sairá em grande vantagem, mais uma vez. No modelo antigo, o ENEM também era assim.

Mais uma vez, vamos imitar sistema americano, como no Acordo MEC-USAID nos anos 70. Para quem não sabe, o MEC permitirá o ingresso nas universidades do aluno que, mesmo não tendo cursado o 2º grau, consiga aprovação com a prova do ENEM. Como haverá vestibulares em que essa prova será a única forma de avaliação, as chances existem. Talvez o Ministro, na ânsia de obter votos, não tenha visto uma série de pesquisas que dão conta de que 70% dos nossos universitários brasileiros são analfabetos funcionais. Para quem não sabe o que isso significa, analfabeto funcional é a pessoa que lê, mas não entende o que leu; escreve, porém não consegue corrigir o que escreveu

Para mais espantar, a FUVEST também entrou nesse samba do vestibular doido. Ao reformular os conteúdos para as provas específicas de algumas carreiras, apareceu com algumas “invencionices” mexendo num sistema já consagrado que não sofria críticas devido à famosa lógica de raciocínio. No entanto, a banca retirou física para a carreira de Medicina e, sem nada que explique razoavelmente a mudança, a não ser a balela de que um médico precisa ter cultura geral, acrescentou geografia.

Dois meses depois de divulgar isso, voltou sobre os próprios passos e afirmou agora que a Medicina seguirá os passos da Odontologia, ou seja, na cidade de São Paulo, a segunda fase continuará com prova de física e, no interior, continuará a de geografia.

A coisa é mais complicada do que parece: o candidato poderia, antes, fazer a primeira opção por uma faculdade e a segunda por outra, agora não poderá mais. Qual o motivo dessa diferença, se os currículos das duas faculdades são os mesmos? Física não seria mais importante para um médico do que geografia?

Várias escolas que acrescentaram aulas específicas de geografia para preparar o aluno, agora terão de mudar mais uma vez a sua carga horária. Continuo a bater na seguinte tecla: Por que todas essas modificações não foram feitas com um ano de antecedência? Por que não podem ser feitas para 2010? Será que a FUVEST descobriu que isso é a fórmula mágica para atrair os alunos fugidos dos seus exames, afinal 138 mil candidatos em 2009 representou um tombo e tanto para quem esperava 150 mil, no mínimo?

Um vestibulando é um ser muito parecido com nitroglicerina. Explode quando menos se espera. Não é para menos. Há muito despreparo, muita falta de maturidade e uma certa esquizofrenia no sentido de acreditar que tudo só acontece com ele e modificações são feitas apenas no ano em que ele está prestando os exames.

No entanto, dessa vez, acredito que a esquizofrenia mudou de lugar. Há uma grande confusão em torno dos maiores exames brasileiros. É um tal de vai e volta, que ninguém aguenta mais. Vamos esperar o manual do candidato para ver se há uma caixa de horrores dentro dele com mais alguma surpresa. Dessa vez, a FUVEST pisou na bola, como diriam nossos futuros universitários. Espero, sinceramente, que a banca não haja mais modificações substanciais, porque parece que, ao invés de esquizofrenia, o problema maior é o da esclerose. Chega por esse ano.

Até mais pessoal, e comentem.

 

GAROTA ESCOLHA JÁ SEU NERD!

Se o nerd de hoje é o cara rico, lindo e o bom marido de amanha, eu não sei, mas ser nerd ta na moda.

Você, caro leitor é nerd? que tal fazer um teste?

É facil é so clicar na imagem debaixo, abrir um tradutor (para os leigos do ingles) e responder as perguntas que variam sobre quimica, fisica, matematica, evolução até atitudes do seu cotidiano. Vale a pena fazer. Mas o meu resultado eu não falo para ninguem.

I am nerdier than 86% of all people. Are you a nerd? Click here to take the Nerd Test, get nerdy images and jokes, and write on the nerd forum!

Depois comenta sobre o seu resultado. rsrsrsrsrs

Ate mais pessoal.

Homem versus Natureza. Quem ganha?

 

 

Na sua opinião, quem é mais eficiente no ar? Aviões ou animais como morcegos, insetos ou pássaros? Por incrível que pareça, os aviões não são páreos para essas pequenas maravilhas da natureza, que possuem habilidades impressionantes de se manter no ar mesmo com ventos fortes chuva e neve.

Qual é o segredo?

Fisicamente: Durante o vôo de alguns pássaros e insetos, suas asas sempre mudam de formato para se adaptar ao ambiente. Isso os habilita a pairar no ar e realizar manobras bruscas.

Exemplo: Os morcegos quando voam a uma velocidade baixa, de cerca de 1,5 m/s, os morcegos viram as pontas das asas para baixo e rapidamente as acionam para trás num movimento ascendente. Os cientistas acreditam que essa técnica possibilita a força de sustentação e propulsão.

 

Sem dúvida ainda há muito que aprender sobre aviadores da natureza.

 

O que ele fazem com o ar para conseguir uma força de sustentação tão eficiente?

Simplesmente não conseguimos entender todos os aspectos da física envolvidos no vôo. Podemos ver que pássaros e insetos fazem, mas não compreendemos como isso interage com o ar.

Bibliog.: Despertai feveireiro 2009

The Big Bang Theory

 

The Big Bang Theory é uma série em que seus personagens principais são dois físicos quânticos nerds “Leonard e Sheldon” que junto com os amigos inseparáveis Howard e Rajnesh, fazem com que esta série seja umas das melhores de todos os tempos.  Na hora de conviver com a física e a tecnologia a trupe se sai muito bem, mas na hora de conviver com pessoas fora do meio, a coisa se complica.

Penny, a vizinha moderna, liberal e atraente, faz de tudo para que esses jovens cientistas se divirtam sem um controle de vídeo game ou um livro sobre a evolução nas mãos. Uma coisa é certa, amor e relacionamentos sentimentais não são uma ciência exata.

Piadas nerds, dificuldade para entender ironia, falta de noção e um pouco de sensualidade faz com que esta série seja simplesmente The Big Bang Theory.

Dá uma olhada na abertura do TBBT:

 

 

Você pode baixar os episódios neste site: http://www.rededownload.com/download-the-big-bang-theory/#more-1747

 

Até mais pessoal.




 

[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]



Meu Perfil
BRASIL, Sudeste, JUIZ DE FORA, Homem, Jose Victor Campos Oliveira